Follow by Email

terça-feira, 3 de março de 2015

Campanha de Adoção - 07 de março de 2015


Campanha de Adoção Patas e Patas.

Sábado, 07 de março de 2015. 
Das 10.00h às 17.00h
Praça N S da Paz. em frente à Igreja.

Adotem, Divulguem, Compartilhem

Levem suas doações.

Precisamos MUITO: 
Capstar, 
Vermífugo para gatos filhotes, 
Ração Premier Filhotes Salmão ( é o menor grão que existe, para os filhotes de 50 dias, são nove filhotes!), 
Sachês para gatos.

Também precisamos sempre: ração para cães e gatos, adultos e filhotes, seca e úmida.

Toda doação é bem-vinda e necessária.

Gratidão 




quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Campanha de Adoção - Janeiro 2015


✿ ✿ ✿ E iniciando os trabalhos em 2015 ✿ ✿ ✿

Campanha de adoção!
Os mais lindos Cães e Gatos do Universo!
Sábado, 10.01.2015
Parque dos Patins - Lagoa - RJ


sábado, 3 de janeiro de 2015

Gato e raposa viram irmãos




Eles moram juntos há pelo menos um ano, no lago Van, o maior da Turquia.

O gato e a raposa foram flagrados por pescadores do local, que ficaram impressionados com o companheirismo dos dois. De acordo com eles, os bichos fazem tudo juntos. Não são fofos?

Veja mais fotos abaixo da brincadeira dos irmãos logo abaixo.

Crédito: Buzzfeed

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Gato não é Cão



Especialista esclarece os sinais que demonstram a afetuosidade dos gatos, pois eles são tão carinhosos quanto os cães

Muitas pessoas ainda insistem, de forma equivocada, em comparar o temperamento de gatos e cães. Nessa “disputa” desleal, os felinos muitas vezes “perdem” e acabam sendo apontados como individualistas, traiçoeiros e insensíveis.



Essa visão distorcida é resultado da interpretação errada dos sinais e das demonstrações de afetuosidade dos gatos, conforme esclarece a Dra. Elaine Pessuto, médica veterinária e diretora do CETAC – Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária. “Infelizmente quem nunca teve gatos tem esse hábito, ao comparar a pessoa acaba caindo no erro de achar que gatos são insensíveis ou até mesmo traiçoeiros, pois não conseguem perceber as demonstrações de incômodo ou mesmo de felicidade desses animais”, salienta a médica.

Todas as pessoas, mesmo as que não convivem com cães, sabem identificar quando os cães estão felizes: eles abanam o rabo. Mas como sabemos quando os gatos estão felizes? Esse desconhecimento faz com que os felinos sejam incompreendidos.

“Os gatos expressam satisfação através de um barulho semelhante a um ronco leve, esse movimento chega até a vibrar sua garganta e tórax, levando as pessoas leigas a acreditarem que ele possa estar doente, com asma ou pneumonia. Esse movimento é chamado ronronar”, esclarece a Dra. Elaine.

Ainda de acordo com a especialista, outra forma do felino demonstrar sua felicidade com alguma coisa ou pessoa é se esfregar ou mesmo “amassar pão”, movimento constante feito com as patinhas. “Eles fazem isso, pois possuem glândulas na região da boca e da mão; essas glândulas deixam uma secreção nos objetos e nas pessoas que eles gostam, um sinal de dizer que ‘isso’ é adorado por eles e conseqüentemente deles”, explica.

Outra peculiaridade é a forma como sinalizam sua insatisfação com determinada situação. “Ele pode demonstrar insatisfação movimentando suas orelhas para trás, elas são verdadeiros termômetros de humor, quanto mais para trás maior é a insatisfação. Outra forma de mostrar chateação é através da cauda, com um movimento ritmado como se ele orquestrasse, e a velocidade desse movimento pode ficar cada vez rápida se o que o incomoda persistir”, destaca.

Segundo a médica veterinária os gatos são extremamente participativos e comunicativos, além de serem sociáveis com pessoas e outros animais.

Assim como os cães, eles também precisam de atenção e carinho. “Tudo depende de como eles são criados. Devemos manter o vínculo de carinho e proteção. Nada de deixar os gatos saírem e não alimentá-los; pires de leite de vez em quando não é dieta balanceada para gatos, fora a necessidade de castração e de manter o animal sem sair. Carinho e alimento irão manter qualquer animal bem feliz junto ao seu dono”, orienta Dra. Elaine Pessuto.

Embora carinhosos, os gatos são animais que conseguem manter uma certa independência, o que a maioria dos cães não consegue. Os gatos, quando ligados emocionalmente, encaram seus proprietários como ‘pais’.

E para aquelas pessoas, que por desconhecimento, ainda insistem em dizer que os gatos não gostam de carinho, a médica veterinária reforça: “O gato adora carinho e também sabe dar carinho, a maneira como eles fazem é que é diferente. Quando eles esfregam o focinho e o rosto nas pessoas eles estão esfregando suas glândulas oronasais e molares e eles só fazem isso em pessoas ou objetos que eles adoram. Isso para os gatos é carinho”.


Fonte:
Dra. Elaine Pessuto, médica veterinária e diretora do CETAC – Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária
CRMV 20060
Tel.: (11) 2305-8666

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Dia 31 de dezembro. Proteja seus animais !





Proteja seus animais:

Ponha seus cães dentro de casa, preferencialmente onde você estiver.

Cuidado com muitos cães juntos se você tiver uma família canina numerosa por risco de briga por estresse.

Se possível, acomode em um quarto com as janelas fechadas e o ar condicionado ligado.

Para os gatos ofereça caixas de papelão onde eles possam se entocar, deixe as portas dos armários abertas para eles se esconderem.

Não deixe cães presos em correntes no quintal, muitos se enforcam no desespero tentando escapar do barulho.

Ponha coleiras nos cães com o nome e telefone escritos com caneta esferográfica na própria coleira, plaquinhas podem cair durante uma fuga.

O uso de florais é indicado, converse com seu Vet.

TODOS OS ANOS SÃO DEZENAS DE ANIMAIS QUE FOGEM DESESPERADOS COM O BARULHO DOS FOGOS, NÃO FAÇA PARTE DESSE GRUPO!

São poucas horas com eles dentro de casa, ou muitas horas na rua, procurando por um animal desaparecido. E muitos não são encontrados, ou são encontrados sem vida, atropelados, chutados, envenenados.

A rua é cruel para os animais.

sábado, 22 de novembro de 2014

Gatos precisam beber muita água para evitar problemas renais



Passados milhares de anos após a domesticação das espécies mais próximas ao homem, cão e gato continuam a manter hoje comportamentos vindos de seus ancestrais. Os gatos, por exemplo, cultivam um hábito que pode trazer problemas graves: ingerem pouca água diariamente. Segundo registros históricos, os nosso gatos domésticos descendem dos felinos selvagens africanos da espécie Felis libyca, que viveu há mais de quatro mil anos.

Sem muita sede 

Alexandra Caridade, veterinária e proprietária da Clínica Veterinária CAT para Gatos (RJ), explica que os gatos selvagens, moradores de desertos, se alimentavam de pequenos mamíferos que tinham composição corporal de cerca de 70% de água. “Com a domesticação e em busca de uma melhor qualidade alimentar, os bichanos passaram a comer a ração, que é um alimento com menor teor de água”, afirma. “Mesmo assim, mantiveram o hábito de ingerir pouca água”, completa.

Diferentemente dos cachorros, os felinos concentram muito sua urina, aproveitando mais água em seus rins. “Eles acabam produzindo uma urina mais concentrada que a dos cães mesmo ingerindo menos água que eles”, aponta Alexandra. Mas o problema de beber pouca água, segundo Alexandre Daniel, veterinário especialista em felinos e proprietário da Clínica Gattos (SP), é que a concentração da urina pode predispor a doenças como cistites (infecção do trato urinário inferior) e cálculos renais (cristais que se agrupam, formando uma espécie de “pedra”), além de outros problemas nos rins, uretra e bexiga.

Frescura de gato 

Apesar de parecer simples, incentivar o felino a beber mais água pode ser uma das tarefas mais difíceis para alguns donos. Enquanto os tutores devem controlar a quantidade de comida oferecida aos bichanos de acordo com a orientação de um veterinário de confiança, a água tem de ser fornecida livremente e seu consumo, incentivado. De acordo com Sandra Nogueira, médica veterinária da Royal Canin, um bichano deve consumir, por dia, cerca de 50 ml por quilo.

Acostumados desde cedo

Contudo, para que o gato crie esse hábito, é preciso acostumá-lo desde cedo. “É fundamental que os felinos aprendam a beber bastante água desde pequenos a fim de evitar desidratação e doenças no trato urinário”, alerta Sandra. Se há resistência do animal em beber água, é dever do dono entender o motivo. “Proprietários que têm cachorros e felinos podem não separar a água dos pets da casa e isso inibe o bichano a tomar água devido à baba do cão”, relata a veterinária Sandra.

A veterinária ainda enumera outras razões, como: gatos costumam não beber em vasilhas de boca estreita, pois não gostam de encostar os bigodes na borda; não ingerem água que não esteja fresca ou seja corrente; e resistem a potes sujos ou que tenham cheiro forte de produtos usados para limpeza. “Os bigodudos têm preferência pelas grandes poças. É assim que eles tinham contato com a água na natureza”, explica Alexandre Daniel. Para trazer isso para o cotidiano desses animais domésticos, a água deve ser ofertada em potes largos ou fontes com água em movimento.

domingo, 9 de novembro de 2014

Vermífugo Proibido Para Gatos







Bom, se você tem gatos é bom saber que existe um vermífugo que não se deve dar para o seu gato. Ele se chama IVOMEC ou IVERMECTINA.

Esse é um remédio para bovinos e outros animais de grande porte para tratamento de parasitas que é usado para tratamento de vermes, problemas de pele ou de ouvido em cachorros, e as vezes em gatos. Muitos veterinários estão acostumados com cachorros e acabam receitando isso para os gatos de forma equivocada.

A Ivermectina só pode ser usada em gatos se for para uso tópico e se fosse eu, pesquisaria a respeito. Não use nem deixe ninguém administrar IVERMECTINA no seu gato por via oral ou subcutânea. Não deixe porque existe grande possibilidade do gato morrer.

Essa substância atua no sistema nervoso e paralisa incluvise o sistema involuntário do animal. Isso significa que ele pode parar de respirar.

Isso aconteceu conosco 2 anos atrás. Foi uma dosagem muito controlada, mas os gatos eram filhotes e a veterinária aplicou o procedimento padrão da veterinária chefe da clínica. Gatos não são cachorros. Não era o certo a se fazer.

Em nosso caso, foi uma aplicação subcutânea (em baixo da pele) e em poucas horas um gato estava inconsciente e os outros três estava muito grogues, cambaleando e começando a parar. Um deles era mais velho e não teve muitos problemas, se recuperou em dois dias. Os outros três tiveram problemas graves, ficaram respirando com ajuda de oxigênio por 24 horas. Dois sobreviveram e se recuperam completamente em 5 dias. Um deles morreu de insuficiência respiratória. Era difícil entubar pelo tamanho dele. O oxigência tinha que ficar na entrada do narina.

Fizemos muitas pesquisas naquela época, inclusive em textos médicos em inglês para tentarmos um tratamento. Ninguém sabia o que fazer. E aprendemos muita coisa. Tiramos dúvidas com os veterinários, que nos pediram desculpas pelo erro no procedimento, mas o estrago estava feito. Nos EUA esta substância é PROIBIDA para FELINOS. PROIBIDA!

Os gatos são muito sensíveis ao medicamento e algumas poucas espécies de cães também. Só se recomenda essa substância para gatos em caso de verme do coração e com dozagem extremamente controlada. SOMENTE PARA GOTOS ADULTOS.

Como tratar o envenetamento por Ivermectina?

Se a ingestão for pela boca (via oral), o veterinário deve administrar carvão ativado para o animal nas primeiras horas. A absorção da substância é rápida, então quanto mais rápido você chegar ao veterinário, melhor.

Se a aplicação for via injeção por baixo da pele, aí o problema é sério. Porque a absorção é lenta e não há tratamento. Não me lembro de tudo porque fazem 2 anos que pesquisei, mas se não me engano, leva até 24 horas para absorver tudo. Nesse período, você deve deixar o gato bem alimentado e hidratado. Porque isso ajuda a diluir a substância. Começe a alimentação o quanto antes. Matenha o estomago com comida, mesmo que seja via sonda (o veterinário sabe como fazer). Se ele der a impressão que não consegue se mexer, está muito grogue, significa que existe grande chance dele entrar em coma ou algo assim. Leve para o veterinário e mande entubar. Ele vai precisar de respiração artificial.

Me lembro que na época, li relatos de pessoas falando que perderam seus animais, inclusive cachorros por tratamentos prolongados com essa substância. Você não precisa acreditar no que está escrito aqui, por isso faça mais pesquisas. Existem bons veterinários e péssimos veterinários. Isso serve para qualquer profissão.

Evite vermífugos para gatos muito novos (1 mês), porque a morte dos vermes pode intoxicar o gato também. (Isso foi um veterinário que me falou, eu não pesquisei).

A Ivermectina usada POR CIMA da pele do gato para tratar algumas doenças de pele e não dentro do animal, parece que não causa problemas.






Fonte: http://cozinhaveg.blogspot.com.br/2010/04/vermifugo-proibido-para-gatos.html










quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Rio de Janeiro - Como castrar seu animal DE GRAÇA - SEPDA - Secretaria Especial de Promoção e Defesa dos Animais

AGENDAMENTO ON-LINE PARA CASTRAÇÃO GRATUITA

O Serviço que é oferecido gratuitamente aos moradores da cidade do Rio de Janeiro ganha hoje uma nova ferramenta que facilita o agendamento. 

Nessa inovadora plataforma os cidadãos podem a partir de hoje marcar a castração do seu animal on-line, com o simples preenchimento das informações do responsável, posto de atendimento desejado e alguns dados do animal o sistema já fornece as datas disponíveis para realização da esterilização. Após a confirmação os dados são salvos e é gerado um protocolo onde constam todas as informações necessárias, que podem ser enviadas para o email cadastrado ou impressas. 

O cidadão também poderá visualizar todos os agendamentos realizados e cancelar caso necessário para poder reagendar. 

Saiba mais e acesse pelo link:















quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Doação de Vermifugos



Os gatinhos da Colônia que ajudamos precisam ser vermifugados.

Quem pode doar uma caixinha de vermífugo para gatos?

Se você tiver em casa alguma sobra da vermifugação de seus felinos ainda na validade também ajuda.

Temos Voluntários para receber sua doação nos seguintes bairros:
Laranjeiras
Ilha do Governador
Tijuca
Barra da Tijuca

Contatos: patasparaadocao @gmail.com




Estes são alguns dos Felinos que receberão sua ajuda:

   





Campanha de Adoção - 08 de Novembro de 2014 - RJ



Proximo Sábado. 
Parque dos Patins, Lagoa, RJ

Compartilhe, divulgue. 
Seja Solidário 
Quem não pode adotar, pode ajudar: 
doe ração, vermifugos, Revolution, Capstar. 



Precisamos sempre!


sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Campanha de Adoção - 4 de Outubro de 2014

Pedimos a sua ajuda!

Compartilhem nossa 
Campanha de Adoção

Dia 4 de outubro - Sábado
Parque dos Patins - Lagoa - RJ
Das 11.00h às 17.00h


quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Campanha de Adoção - 21/09/2014 -Parque dos Patins - RJ


No próximo domingo, 
21 de setembro de 2014

Compareçam!

Divulguem! 

Venham conhecer nosso trabalho e alguns de nossos AUmiguinhos que procuram um lar!









Levem suas doações.

Precisamos SEMPRE:

Ração seca, para cães e gatos, 
adultos e filhotes.
( Lembrem que animais de colônias muitas vezes comem apenas uma vez ao dia, então precisam receber alimento de excelente valor nutricional)

Alimentação pastosa (latinhas e sachês) para os doentinhos, velhinhos e filhotes muito miudos

Medicamento ( vermifugos, antibióticos...)

Precisamos MUITO e sempre de Capstar (para pulgas e bicheiras)



terça-feira, 16 de setembro de 2014

Festival A Arte é o Bicho - RJ



Dança, música, teatro, gravuras e outras manifestações artísticas estarão presentes no Festival A Arte é o Bicho, festival 100% beneficente onde o valor dos ingressos irá ajudar abrigos de animais do Rio de Janeiro.




Os artistas estarão ali em solidariedade aos protetores e ativistas, que estarão com bazar para arrecadarem fundos e cuidarem dos animais resgatados, vitimas de abandonos e maus tratos. Durante o evento, serão mais de 25 abrigos ajudados, ao mesmo tempo em que acontecem diversas apresentações artísticas.

O evento será no dia 28 de setembro no Tijuca Tênis Clube, a partir das 12hs, e tem o apoio da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da OAB-RJ, além de empresas e voluntários que são contra a exploração de seres indefesos.

As apresentações artísticas serão temáticas durante o Sarau e Mostra de Arte Pelos Direitos Animais, as quais o jornalista Maurício Kanno virá de São Paulo especialmente para comandá-las. As demais apresentações acontecem no palco, que contará com mostra de dança (temática ou não), esquete teatral e música ao vivo, até às 20h. A entrada custa R$25,00 e será doada aos abrigos Sos Felinos, CAARP, Sr. Sebastião, Gatos Encantados, Dona Lazica e outros.

O evento contará também com stands de comida vegana, proporcionando aos visitantes uma experiência única com a culinária que respeita todas as formas de vida!



Para informações e inscrições, envie um e-mail para contato@bellydancesolidario.com.br

ou acesse o site do grupo:



sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Campanha de Adoção - RJ - 9 d agosto de 2014



TRANSFERIDA DEVIDO AO MAU TEMPO



É Amanhã


Não percam!

Vamos festejar a adoção de muitos Peludinhos 
e o aniversário do G.A.R.R.A.

Venham ! Adotem ! 

Doem ração, artigos Pet e medicamentos !







segunda-feira, 2 de junho de 2014

Campanha de Adoção - 7/06/

Dia 7/06/2014 estaremos no Parque dos Patins - Lagoa - RJ

Levem suas doações!

Precisamos sempre de ração para cães e gatos, adultos e filhotes (Golden ou similar)

O frio se aproxima, vamso dar uma olhada nos armários e doar aquele cobertor velhinho que não vai mais ser usado? Aquela toalha que desbotou, o edredon que está sendo substituido?








sexta-feira, 9 de maio de 2014

Gato do dia - Malu

Gato do Dia 
✿✿ Malu ✿✿

Malu é uma gatinha muito sapeca!
Alegre e carinhosa, adora brincar.
Foi resgatada com menos de 30 dias, alimentada com mamadeira.

Somente para apartamentos e com telas. Rio de Janeiro.
Contatos: 
Tel (21) 97131-4586
patasparaadocao@gmail.com

          


terça-feira, 6 de maio de 2014

Adoção de Cães e Gatos - 10.05.2014 - RJ



RJ - Adoção de Cães e Gatos
Lindos, charmosos e carinhosos
Venham conhecer e se encantar

10/05/2014 - sábado
Parque dos Patins - Lagoa 
Das 11.00h às 17.00h.

Quem não pode adotar pode ajudar!

Compartilhe, Divulgue!

Precisamos sempre de doações de ração para cães e gatos, adultos e filhotes, Capstar e vermífugos, Flotril (enrofloxacino), Pet Milk, Azitromicina e Amoxilina em suspensão.




sexta-feira, 25 de abril de 2014

Fábrica de Filhotes: Abusando dos Cães para Esquentar o Comércio de Filhotes


Aqueles filhotes de cães e gatos, fofíssimos, que ficam nas pet shops à venda, são difíceis de resistir, não é mesmo? Mas uma rápida olhada em como essas lojas obtém os animais revelam um sistema na qual o preço que o consumidor paga pelo "cãozinho na vitrine" é pouco perto do sofrimento dos animais.




Aquele adorável filhote, provavelmente veio de uma "fábrica de filhotes", um lugar onde não se há controle algum sobre a reprodução dos animais. Não é difícil de encontrar um lugar assim: pode ser um vizinho que tem uma cadela "linda" e quer acasalá-la para "ganhar dinheiro".

Resultado: filhotes que não têm nenhum controle genético, podem carregar alguma doença hereditária e a cadela mãe que não tem descanso: é colocada para acasalar todo cio, ou seja, duas vezes por ano. Algumas até permanecem trancafiadas. Muitos sequer levam os animais ao veterinário. A maioria dos animais (filhotes e adultos) não é socializada. O resultado disso é que muitos filhotes acabam sendo abandonados depois de semanas ou meses, pois os donos ficam frustrados com o animal que adquiriram, aumentando ainda mais a população animal das ruas, tornando-os expostos aos maus-tratos, à fome, ao frio.



Gaiolas, Sujeira e Negligência





Nas fábricas de filhotes os animais ficam em pequenas gaiolas feitas de madeira e arame, cabines de pick-ups ou simplesmente amarrados a uma corda. Como já foi dito acima, as cadelas acasalam duas vezes ao ano e geralmente são sacrificadas quando não conseguem mais ter filhotes. As cadelas e suas crias geralmente sofrem de má nutrição, não têm sequer um abrigo e não têm atendimento veterinário nenhum.

Os filhotes são separados da mãe e vendidos, sendo então colocados em gaiolas e levados às pet shops. Essas viagens podem ser de centenas de quilômetros em pick-ups, trailers, caminhões e/ou aviões, sem comida, água, ventilação, abrigo e espaço para se exercitar. Muitos filhotes chegam a ficar superaquecidos e morrer de calor. Mesmo que uma pet shop jure de pés juntos que não pega os animais de fábricas de filhotes, há grandes chances de que compre de pessoas que têm ligação com essas fábricas, vendendo seus filhotes.





Os filhotes que sobrevivem às condições anti-higiênicas das fábricas de filhotes e ao péssimo transporte até as pet shops raramente conhecem o contato humano que tanto é necessário para se tornarem bons animais de estimação. Por não gastar dinheiro com alimentação adequada, abrigo e cuidados veterinários, as fábricas de filhotes têm um lucro altíssimo.


As condições não melhoram muito quando os filhotes chegam às pet shops. Cães que são mantidos em pequenas gaiolas sem exercícios, amor e contato humano tendem a desenvolver comportamentos indesejáveis e podem latir excessivamente ou se tornar destrutivos e anti-sociais. Diferentemente de sociedades protetoras, as pet shops não se preocupam com o futuro dos filhotes. A falta de leis nesse sentido permitem que as pet shops continuem a vender animais doentes, embora a polícia algumas vezes consegue fechar essas lojas quando se descobre que os animais sofrem de abusos e maus-tratos.


Fábricas e "corretores" fazem grandes negócios
Em algumas dessas fábricas os cães não têm uma cama para dormir e nem proteção contra o frio ou contra o calor. Alguns possuem feridas que não foram medicadas, infecções na orelha e abscessos nas patas. O confinamento e a solidão, algumas vezes, deixam as cadelas loucas.
Existem milhares de "criadores" e de negociadores pelo país, o que gera um movimento grande de dinheiro.





A angústia das raças puras



Algumas pessoas compram cães de determinadas raças por impulso e na maioria das vezes as pessoas sequer lêem a respeito da raça ou estão prontos para o compromisso e as responsabilidades de se ter um animal de estimação. Filmes como 101 Dálmatas e Beethoven, programas de TV como Frasier e comerciais como o do Taco Bell causaram um boom de popularidade de certas raças e, ainda, a maioria dos donos sabem quais são os cuidados necessários da raça que ele comprou. "Toda vez que Hollywood faz um filme de cachorro, aquela raça se dá mal". Quando aumenta a procura por determinada raça, as fábricas de filhote entram em ação e produzem centenas de filhotes daquela raça. Mas, quando o Jack Russell Terrier não é nada parecido com o "Eddie" de Frasier ou o São Bernardo não age como o "Beethoven", os abrigos e CCZs lotam de cães dessas raças, que foram abandonados por seus donos.

A solução para isso seria os verdadeiros criadores castrarem os filhotes que seriam vendidos como pet, ou seja, como animais de estimação. Aqueles filhotes com qualidade para reprodução e exposição não seriam castrados mas, se vendidos, a responsabilidade de sua criação seria do criador, e não do dono. Os compradores, também, não devem comprar de pet shops, mas sim, de criadores sérios. O preço é mais caro, mas, como diria o ditado: o barato sai caro. Nas fábricas de filhotes, os cães são criados para quantidade, e não qualidade, então doenças genéticas e problemas de comportamento que passam de geração para geração são bem mais comuns nesse tipo de criação. Essa situação resulta em contas de veterinário altíssimas para as pessoas que compram esses cães, além de a probabilidade de se ter cães com desvios de comportamento e anti-sociais ser maior. Os treinadores afirmam que nessas fábricas não há a menor consideração a respeito do temperamento do animal. E, no final, as pessoas ou abandonam os animais por não corresponderem ao que queriam ou, simplesmente, os sacrificam.

Inspeções inadequadas



As fábricas de filhotes raramente são monitoradas pelo governo e não existem leis que a proíbam. Cabe a nós mudar essa situação, pelo bem dos animais, não comprando filhotes de pet shops.


Procurando por um companheiro canino



Com milhares de cães e gatos abandonados (incluindo os de raça) morrendo anualmente nos CCZs, simplesmente não existe razão para que os animais se reproduzam e seus filhotes sejam vendidos pelas pet shops. Sem as pet shops, as fábricas de filhotes tendem a desaparecer e o sofrimento dos cães irá acabar. O melhor lugar para se encontram um amigo animal é em um abrigo, em feiras de adoção ou no CCZ da sua cidade. 



Fonte:
PETA - Helping Animals: www.helpinganimals.com